• LANÇAMENTO /15/08/2005
  • FORMATOS /

Release

Análise CD Faz Chover – Fernandinho

“Se eu te adorar por medo do inferno, queima-me no inferno. Se eu te adorar pelo paraíso, exclua-me do paraíso. Mas se eu te adorar pelo que Tu és, não esconda de mim a Tua face”. Rabia 800 D.C.

Fernando Jerônimo dos Santos Junior é membro da Segunda Igreja Batista em Campos, pastoreada por Eber Silva (autor do livro “Adoração e Adoradores”, lançado pela MK). Antes do cd Faz chover, que teve repercussão nacional, incluindo uma indicação ao troféu talento 2005, na categoria de melhor cd independente, Fernandinho gravou “Formoso És” e produziu o cd da igreja, intitulado “Somos um”.

Faz chover tem uma capa simples, porém bonita. O encarte interno é bem trabalhado, alternando as letras da música com fotos da gravação ao vivo. Confesso que a primeira vez que vi o cd à venda, incluí-lo na minha lista pessoal de mais-um-cd-de-adoração-estilo-David-Quinlan. Mas essa impressão só durou até ouvir ao cd.

Lembro que em minha juventude na Igreja Batista cantávamos músicas do Cantor Cristão (“Tu És fiel”, “A Deus demos glória”), havia também os momentos dos cânticos, que alguns chamavam de corinhos (“Caiam por terra”, “Quem pode livrar”,etc…) e às vezes tinham as “músicas especiais”, geralmente executadas por solistas com o auxílio de um play back (“Via dolorosa”, “Brasil” do João Alexandre, etc…). O que diferenciava as “músicas especiais” dos cânticos era a letra e a harmonia. Os cânticos geralmente tinham letras e harmonia mais simples em relação às “músicas especiais”.

Faz chover é um cd de cânticos, em que apesar das letras pequenas e das harmonias intuitivas, tem os arranjos excelentemente elaborados. Na abertura temos um instrumental, com ritmo de marcha e um teclado com som de gaita de foles. Grande é o Senhor é a primeira música e um dos melhores momentos do cd. A frase do teclado na intro lembra um pouco a intro de “Cantai ao Senhor” do Kleber Lucas. As frases de cordas e as convenções no desenvolvimento da música são muito bem executas. Rola um sopro no fundo, mas bem discreto dentro do arranjo. Muito boa para interagir com a igreja.

A seguir vem uma seqüência com uma levada meio dance, meio “israelense”. A primeira é Canta alegremente. Depois o ritmo dobra e entra em Baruk Raba Beshen Adonai (Bendito é o que vem, em nome do Senhor) e emenda com Ao Deus de Abraão. Nas letras destas quatro músicas Fernandinho faz menção a cantar e dançar com o Senhor. Então, aperte o play, cante e dance.

Uma bonita intro com solo de Flugelhorn, nos leva a outro ótimo momento do cd. O meu Deus é soberanonasceu de em testemunho de um irmão que esteve hospitalizado e dado como morto pelos médicos. O refrão diz: “O meu Deus é soberano. Se o meu coração parar de bater, Ele sopra em minhas narinas e me traz de volta a vida”.

Desde a antiguidade é um cântico de exaltação a Deus. “Desde a antiguidade ainda não se viu, nem se ouviu, um Deus que trabalha por aqueles que nEle esperam”. Esta é a letra da música que dura 3:52 minutos. Entendem o que eu quis dizer no início como cd de cânticos? Não poderia deixar de mencionar a melodia que é muito bonita (uma constante no cd) e o solo de guitarra que além de belo termina com uma convenção da banda. Muito bem elaborado.

Faz chover é outro ótimo momento do cd. Recentemente gravada por Ana Paula Valadão e David Quinlan no cd Adoração e Adoradores, já virou hino. Fernandinho divide os vocais com sua esposa Paula Terra Santos. O paulista Daniel de Souza (Frutos do Espírito e Discípulos) ora, ministra e profetisa ao Rio de Janeiro no meio do louvor. Se esse cd fosse um livro, neste momento estaríamos no clímax. A música é envolvida por uma intensa atmosfera de adoração. Fernandinho também ministra citando o profeta Joel. Os arranjos de cordas e as convenções da banda são ótimos.

Derrama é um cântico que clama por mais da presença de Deus. O arranjo de piano é simples, cita a melodia, e cai como uma luva na música. A banda alterna nuances de dinâmica (fraco, meio forte e forte) criando um clima ótimo para o dirigente ministrar a igreja. É mais uma música que apesar de simples, nos envolve.

Eu particularmente, tenho minhas reservas quanto a músicas cantadas em primeira pessoa, do tipo “agindo Eu quem impedirá” e também em relação a termos que não são uma constante no dia a dia dos não cristãos e dos novos convertidos. Antes de eu me intitular “noiva de Cristo” tenho todo um processo de pensamento. “Cristo morreu e ressuscitou. Cristo subiu ao Pai e voltará para julgar o mundo. Cristo deixou o Espírito Santo para nos guiar. Deus não habita mais em templos feitos por mãos humanas. Deus habita em nós. Somos morada do Espírito Santo. Somos a igreja de Cristo. Cristo usou parábolas em que se intitulava o noivo da igreja. Se somos templo de Deus, a igreja de Cristo, neste contexto somos sua noiva.” Esta linha de pensamento não esta muito acessível ao novo convertido e ao não convertido, por isso tenho minhas reservas.

A faixa 10 se enquadra neste contexto citado acima. Eu vou abrir o meu coração segue a linha do cd. Bonita melodia, harmonia simples, arranjo elaborado, solo de guitarra competente, convenções e ministração do dirigente. Apesar das “minhas reservas” quanto a ser cantada em primeira pessoa (Entrei no meu jardim, colhi os meus perfumes, para te dar, ó noiva minha) e usar os termos noiva e noivo, é outro ótimo momento do cd. Na minha igreja ele é ministrada principalmente em dias de celebração da ceia do Senhor.

Perdão conta com a participação de Daniel de Souza nos vocais. A música é de sua autoria. Marca registrada de Daniel, autor de músicas como “Família” e “Semelhantes a Jesus”, a música fala sobre comunhão entre os irmãos.

A penúltima música é Te adorar, uma oração a Deus que cita Romanos 11:36. “Por que dEle, por Ele, para Ele são todas as coisas”.

O cd fecha com outro ótimo momento. Se não for pra te adorar, começa com uma ministração contemplativa, entra um violão fazendo o ritmo e os metais atacam. Voltamos ao estilo do início do cd – pra cantar e dançar. É a faixa do cd em que os metais mostram mais presença. Fernandinho ainda se arrisca em um “quase” rap.

Recentemente, Fernandinho gravou um dvd, onde podemos verificar em vídeo como foi o culto. No dvd saiu a música do Daniel de Souza, “Perdão” e entrou a música do primeiro de cd de Fernandinho, Formoso és. Daniel de Souza e sua esposa Selma Souza participam da oração e ministração de Faz chover e Fernanda Brum e Emerson Pinheiro (gentilmente cedidos pela MK) participam cantando e ministrando em Derrama. No final ainda tem uma pregação do pastor Eber.

Vale a pena conferir.

Fonte: Site Super Gospel