Rodolfo Abrantes acaba de liberar nas plataformas digitais seu novo álbum “O Dia Que Será Pra Sempre”

Lançando junto ao single “Dia Quente”, o álbum “O Dia Que Será Pra Sempre” é composto por 8 canções, condensadas por sentimentos, poesia e adoração. Contando com músicas que marcaram Rodolfo desde de seu primeiro álbum, o ministro selecionou uma canção de cada disco para compor seu novo trabalho. Dentre elas encontramos “O Tempo Mudou” (Joio ou Trigo – 2012), “Minha Maior Riqueza” (Enquanto é Dia – 2007) e “Saudade de Casa” (Rodolfo Abrantes Ao Vivo – 2010), composições que ecoam até hoje dentre as igrejas e ministérios.

Trazendo um novo formato musical, Rodolfo apresenta as 8 canções em acústico voz e violão, gravadas em estúdio, deixando como marca principal sua voz se misturando com o som de um único instrumento, usando a poesia não só nas letras mas também nos ritmos.

Entrevista:

Repórter: qual a música do álbum que mais te marcou?

Rodolfo: “essa é difícil, porque a medida que elas iam ficando prontas se tornavam as favoritas. Eu escolheria duas; “Dia Quente” porque foi a primeira a ser gravada e serviu de padrão pra todas as demais, e “O Dia que Será Pra Sempre “ que entrou por último e foi uma grande surpresa.”

Repórter: como foi selecionar as 8 canções para compor o álbum “O Dia Que Será Pra Sempre”?

Rodolfo: “o projeto inicial seria com músicas que eu não costumo tocar muito (ou nunca) mas pelas quais eu tenho um carinho especial. Esse projeto se chamaria “Não Me Deixe Esquecer”, mas com a chegada das inéditas a coisa tomou outro rumo. As músicas que ficaram foram aquelas que soaram atuais, com arranjos que ficaram bem legais apesar da simplicidade.”

Repórter: o que você espera que esse disco cause nas pessoas?

Rodolfo: “às vezes a riqueza de uma canção, em se tratando de letra e melodia, se perde no meio de tanto recurso ou de muitos instrumentos. Eu quis deixar as músicas “nuas”, sem distração alguma pra que as pessoas pudessem vê-las como eu as vejo e da maneira que elas nascem. O engraçado é que depois de um tempo ouvindo, inúmeras ideias de arranjos vão surgindo e então versões muito interessantes podem aparecer. Esses dias vi duas garotas tocando “O Dia que Será Pra Sempre “ e eu chorei com a forma que elas viram essa canção. Espero que essas músicas levem as pessoas a um lugar de reflexão.”

Para saber mais, acompanhe as redes sociais do ministro e ouça as canções em sua plataforma digital de preferência.