Cadastre-se na Oni News Assine nosso RSS

Fernandinho - Sede de Justiça

Sede de Justiça
  • Tudo o que eu quero
  • Nada além do sangue
  • Como eu Te amo
  • Emanuel
  • Chorem
  • Sede de Justiça
  • Chegou o tempo
  • Dançar na chuva
  • Yeshua
  • Me leva
  • Se Deus é por nós

Release

Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão fartos. .Mateus 5:6.

 
Este lançamento promete abençoar muitas vidas através de canções que falam da ação da Justiça de Deus, levando-nos a refletir sobre a Palavra de Deus que diz: “Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, por que serão fartos”.
O Cd possui 11faixas inéditas, sendo uma delas a versão de um hino chamado Nothing but the blood, “Nada Além do Sangue”, na voz de Paula T. Santos, esposa de Fernandinho.
  



Ficha Técnica:
 
Produção Executiva: Faz Chover Produções
Direção Geral: Fernandinho
Voz e Violão: Fernandinho
Guitarra: Daniel Machado
Teclados: Márcio Figueiredo
Baixo: Carlos Aprígio
Baterista: André Figueiredo (Dedé)
Samplers, teclados adicionais, mixagem e arranjos: Levi Miranda.
Vocal (Gravado no Estúdio Nova Jerusalém): Marquinhos Menezes, Lílian Azevedo, Willian Nascimento, Ítalo Santos, Josiele Lopes.
Voz em “Nada Além do Sangue”: Paula T Santos
Voz em “Yeshua”: Bianca Azevedo
Trompete: Marlon Costa
Técnico de PA: Dior

Análise

Análise CD Sede de Justiça - Fernandinho


O ministério de Fernandinho foi reconhecido nacionalmente depois do estouro da canção “Faz chover” que fez parte do repertório do seu segundo disco. Seu terceiro trabalho, “Abundante Chuva”, veio um ano depois e foi muito bem recebido pela Igreja brasileira, mesmo com o mercado tendo tido uma queda geral na venda de cds.

Em 28 de maio de 2007 chegou as prateleiras do todo o país seu novo álbum, intitulado Sede de Justiça. O culto foi gravado ao vivo no templo da Segunda Igreja Batista de Campos dos Goytacazes nos dias 30 e 31 de março de 2007. Possui 10 faixas inéditas ao lado da versão de um hino inglês chamado “Nothing but the blood”.

Assim como o dvd “Abundante chuva”, este novo cd é lançado com o suporte da Onimusic, que também é responsável pela distribuição dos lançamentos do “Asas da adoração”, “Livres para adorar”, entre outros.

O logotipo do ministério, que é uma gota de água envolta por um círculo, se faz presente na capa. Ao invés de linha e curvas, desta vez a logo é delimitado por uma série de palavras, tais como, amor, vida, paz, justiça, sede, fé, etc...

O encarte, idealizado por Rafael Duarte é criativo e muito bem bolado. Traz as letras das canções ao lado de fotos da gravação sobre efeitos de cor simulando tons metálicos.

“Depois do sol”, “Meu maior prazer” e “Som de muitas águas” que foram as três canções inéditas inseridas como bônus nos extras do dvd “Abundante chuva” ficaram de fora do repertório escolhido para compor este álbum.

Tudo que eu quero dá início ao culto com toda a força festiva do pop rock. O arranjo está muito legal. Riffs e solos de guitarra ao lado de efeitos de teclado cadenciam a canção que versa sobre Filipenses 1:6 que diz: “Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo” ou como é cantado no refrão “Aquele que começou a boa obra em minha vida ainda não terminou”. Muito boa!

Na voz de Paula Terra Santos, em um dueto com Fernandinho, ouvimos Nada além do sangue, versão para “Nothing but the blood”, canção de 1857 que também foi regravada por Matt Redman em 2004 no álbum “Facedown”.

A versão de Fernandinho não foi baseada na do Matt e sim numa parceria da Paula Santos (esposa do Fernandinho) com uma pastora de Fortaleza chamada Danielle Galvão.

No álbum anterior Fernandinho cantou o refrão do hino tradicional “Tu És fiel” na canção “Tua fidelidade” e “Rude cruz” na canção “Já estou Crucificado”. Desta vez ele usa o refrão de “Alvo mais que a neve” para ministrar com a igreja.

Como eu te amo é uma oração de contrição e entrega. Apesar de ser lenta mantém uma pegada pop rock com vários efeitos de guitarra. O teclado cria várias frases melódicas usando pad-strings que preenchem muito bem os espaços do arranjo.

Os nomes de Jesus listados em Isaías 9:6 são a base do refrão de Emanuel. Traz uma pegada mais pesada do que a da primeira canção. Uma bateria “bate estaca” marca presença ao lado de guitarras conduzindo o hino com power chords com muita distorção e overdrive, ambos usados de forma bem discreta, sem agredir a sonoridade do hino. Muito boa também.

Chorem é um clamor por mais de Deus baseado em Joel 2:17. O hino mantém um arranjo denso e muito bem bolado desde sua introdução. Daniel Souza, que participou da gravação do cd e dvd “Faz chover” marca presença ministrando sobre II Crônicas 7:14.

(“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos” – Mateus 5:6) A faixa título vem na maior pressão. Sede de Justiça é mais um pop rock muito bem tocado. Mais uma vez destaque para a “guitarreira” que mantém o clima da canção com licks, riffs e solos bem criativos. O contrabaixo que já havia se sobressaído no hino anterior é um dos destaques desta faixa. Nota 10.

A ministração de Fernandinho na canção é profunda e reflexiva. “Chega de corrupção, cartas marcadas, votos comprados. Chega de ter compromisso com o sistema babilônico que rege este mundo e passemos verdadeiramente a ter compromisso com Deus. Sejamos verdadeiramente sal e luz em nossa sociedade. Chega de nos conformarmos com este mundo apenas da boca pra fora...”. Onde estão os sedentos?

Chegou o tempo é um clamor pelo Brasil. O louvor, que possui uma letra bem pequena, é uma balada que traz um leve tempero eletrônico. Seu compasso ternário composto (6/8) traz nuances desdobradas no refrão que criam uma sonoridade bem interessante. Fernandinho desta vez ministra, não só pelo nosso país, mas por todas as tribos, povos e raças do mundo.

Um riff de guitarra com marcações contínuas dá o tom para Dançar na chuva que traz uma pegada metaleira desde a introdução.

A reta final da gravação começa com Yeshua interpretada por Bianca Azevedo. A canção traz uma sonoridade densa e bem definida. Destaque para as nuances de dinâmica da banda e para os arranjos de cordas executados pelo teclado.

Mantendo o clima contemplativo chegamos a Me leva. A oração cantada por Fernandinho traz uma bela melodia que versa sobre quebrantamento. Com certeza uma das melhores.

Fechando a gravação cantamos as palavras do apóstolo Paulo em Romanos 8:31. A balada pop mantém a sonoridade usada em todo o álbum com guitarras, baixo e teclados muito bem distribuídos no arranjo.

Fernandinho foi muito feliz na escolha do repertório e a qualidade da gravação está bem profissional.

“Sede de Justiça tem como missão ser uma voz contra tanta injustiça e desmandos existentes no Brasil e nosso objetivo foi de desafiar a Igreja a se levantar e dizer um basta a isso. Temos sede de justiça de Deus e queremos que Ele venha com essa justiça remidora sobre a nossa nação. Queremos ver a igreja se levantar e clamar que tem sede de justiça. Sabemos que esse grito está entalado na garganta de milhares de cristãos e quem sabe esse projeto possa ser algo que iniciará definitivamente esse clamor. Não somente um clamor mais que desencadeie uma ação para que sejamos verdadeiramente luz no mundo”. Fernandinho
 
Fonte: Site Super Gospel


Newsletter

Receba em seu email novidades sobre a gravadora e nossos ministros associados.